top of page
  • Foto do escritorDELLAS Contabilidade

Segunda dose da vacina atrasada e retomada econômica pode sofrer prejuízos

A vacinação completa é fundamental para que a roda da economia continue girando, novos empregos sejam gerados e lockdowns sejam evitados.


Um número surpreendente de brasileiros estão com a vacinação atrasada, fato que pode prejudicar o reaquecimento econômico que o país tanto busca nesse cenário de recuperação da pandemia.


Mais de 18 milhões de brasileiros que já deveriam ter tomado a segunda dose da vacina contra a covid-19 para completar o ciclo de imunização estabelecido pelas autoridades sanitárias ainda não o fizeram.


A vacina é considerada por especialistas e economistas como parte essencial da recuperação do país, já que assim os riscos de desenvolver problemas de saúde graves diminui consideravelmente, não sobrecarregando o sistema de saúde e, portanto, evitando problemas de gestão de recursos, gestão financeira e outros.


Além disso, com as duas doses (ou mesmo três para aqueles que têm direito), o tempo de recuperação em casos de contaminação é bem menor, evitando que as empresas fiquem desfalcadas por um longo período, prejudicando o andamento do negócio.


Segundo o Ministério da Saúde, o atraso é preocupante - mesmo considerando que, na última semana, este número caiu 10%, baixando de 20 milhões de pessoas cuja segunda dose da vacina estava atrasada, para os atuais 18 milhões.


“Mesmo com um cenário mais tranquilo, com queda no número de casos, óbitos e internações, não dá para relaxar nessa hora. Todos sabemos que só com a segunda dose é que garantimos a máxima proteção contra a doença. Precisamos vencer o vírus. E uma das formas de vencê-lo é vacinar toda a população brasileira”, mencionou Queiroga, citando que a média móvel de casos caiu 85,4% entre abril deste ano e segunda-feira (25), enquanto a média móvel de mortes diminuiu 88,9%.


Fonte: Contábeis


3 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page